Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Notícias

Entre os 10 primeiros colégios estaduais baianos mais pontuados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016, nove integram a rede de ensino dos Colégios da Polícia Militar da Bahia (CPM). Os dados foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), para avaliar o desempenho por escola na prova aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Encabeçam a lista os CPMs das cidades de Vitória da Conquista (1º), Salvador/Lobato (2º), Itabuna (3º), Salvador/Dendezeiros (4º), Juazeiro (5º), Salvador/Ribeira (6º), Teixeira de Freitas (7º), Jequié (8º) e Alagoinhas (10º). Os demais colégios da rede CPM de ensino também tiveram boa colocação no ranking estadual, como os de Feira de Santana, na 13ª posição, de Salvador/Luiz Tarquínio, na 15ª, de Ilhéus, na 28ª e de Candeias, na 66ª.

Para o coordenador da rede CPM de ensino, major Copérnico, essa colocação é atribuída a um trabalho interdisciplinar e à democratização do acesso aos colégios. “É a consolidação de um trabalho de equipe realizado por vários profissionais (gestores, pedagogos, professores, pessoal de apoio técnico e administrativo) competentes e comprometidos”, afirmou.

Ressaltou também que é a coroação de uma proposta pedagógica ancorada no livre acesso (por sorteio público), que vem comprovando ser possível a existência de uma escola pública de qualidade sem exclusão social.

Ainda sobre a linha pedagógica, esclareceu que a educação, realizada com o estabelecimento de limites na convivência escolar discente, com disciplina pedagógica e estímulos institucionais à perseverança nos estudos, “contribui para a formação de cidadãos autônomos e críticos, capazes de progredir nos estudos e protagonizar papéis importantes na sociedade”.

A rede de ensino CPM conta com 13 unidades no estado, sendo quatro em Salvador e nove em diversas outras cidades do estado. A expectativa é de implantar mais uma na capital baiana em 2018, no bairro de Cajazeiras. Atualmente, 11.393 alunos – só em Salvador, são 4.462 – estudam na rede do CPM no estado.

  • Criado em .

A ideia da direção do órgão é estreitar relações com os parceiros, trabalhar de maneira uniforme, levando informação segura e transparente

 
O encontro reuniu contabilistas, empresários e representantes do Poder Público Municipal

Com o propósito de digitalizar 100% dos serviços da Junta Comercial do Estado da Bahia, logo no 1º trimestre de 2018, o presidente da entidade, Antônio Carlos Marcial Tramm e o vice-presidente João Carlos Oliveira da Silva estiveram nesta segunda-feira (18), em Itabuna para apresentar o processo de modernização do Registro Mercantil Empresarial. O encontro reuniu contabilistas, empresários e representantes do Poder Público Municipal.

A visita parte de uma ação do Programa de Inovação e Simplificação do Registro Mercantil, que acontece desde o ano passado nas 34 sedes regionais da Juceb, distribuídas no estado da Bahia. A ideia, segundo Tramm é estreitar as relações com os parceiros, trabalhar de maneira uniforme, levando informação segura e transparente.

“O processo de digitalização é para permitir que o cliente, o contador, o advogado, enfim, que todos possam ter acesso a informação. Estamos com um aplicativo de celular [Redesim] para que o cliente saiba onde está o processo dele, não só na Junta Comercial, como na Prefeitura, no departamento de Meio Ambiente, ou nos outros setores que analisam os processos”.

A constituição e a legalização de um empresa, que há um ano atrás, demorava de 8 a 10 dias, o presidente explicou que o prazo diminuiu consideravelmente. De acordo com ele, isso dá qualidade e velocidade às informações sobre o processo, que perpassa pela própria Juceb. “Atualmente, mais de 80 % dos processos na Bahia são liberados em menos de 24 horas”, declarou Tramm.

Outros avanços alcançados pela Juceb, foram destacados pelo vice-presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Estado da Bahia (CRC-Bahia), Wellington Ferraz ao citar o sistema de Via Única. “Hoje, esse mecanismo já funciona na região utilizando apenas uma via da documentação, e não mais três, como ocorria anteriormente para análise de processo”.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Sérgio Velanes, responsável pelo escritório da Juceb em Itabuna, parabenizou a iniciativa da presidência da entidade ao promover ações para a desburocratização dos serviços visando facilitar a geração de emprego e renda. “A Juceb mostra modernidade, avançando, transformando e atualizando para a plataforma digital, o trabalho de registro mercantil”.

O escritório regional da Juceb em Itabuna funciona na sede da ACI, e atende atualmente 22 municípios do Sul da Bahia e de outras regiões. A Junta permanece realizando visitas nesta quinta-feira, 21, em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano.

  • Criado em .

Durante a semana festiva, músicas natalinas, orações, deliciosos lanches e distribuição de brindes  animaram pacientes, acompanhantes e funcionários

 

Já é tradição a Festa de Natal dos pacientes da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. A ação movimenta e traz outro clima para a unidade hospitalar. A programação que teve vários momentos no mês de dezembro, encerra na próxima quinta-feira (21)  com os pacientes e acompanhantes do Hospital São Lucas. As confraternizações  que já foram realizadas  nos  hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes  foram realizadas com o apoio  das Irmãs Auxiliadoras da Santa Casa, de ONGS e funcionários de todas as instituições.

Durante a semana festiva, músicas natalinas, orações, deliciosos lanches e distribuição de brindes animaram pacientes, acompanhantes e funcionários da Santa Casa de Itabuna. No setor da hemodiálise, por exemplo, pacientes e acompanhantes participaram de um animado bingo organizado pelos funcionários. Na quimioterapia e na radioterapia muita música, teatro, distribuição de brindes e emoção tomou conta de todos.  “Eu vim acompanhar a minha amiga Clemilda Arruda, estou nessa rotina a três meses, moramos em Porto Seguro, hoje estou especialmente feliz e emocionada com essa linda festa”, disse Maria de Fátima.

O espírito natalino invadiu  ainda o Hospital Manoel Novaes, onde dezenas de   crianças e adolescentes receberam a visita  do Papai Noel, que  não  fez  apenas a alegria da criançada, mas de toda a equipe hospitalar e acompanhantes dos pacientes.  Segundo a coordenadora da unidade Adriana Galvão, o Natal faz parte da política de humanização do hospital, que busca promover o bem-estar do paciente no período de internação e, assim, contribuir com a sua recuperação. “Acreditamos que ações humanizadas contribuem para a recuperação do nosso paciente, e consequentemente, reduz o tempo que eles permanecem no ambiente hospitalar. O nosso compromisso é de promover a saúde, buscando realizar a missão da SCMI, que é salvar vidas”, esclareceu a diretora.

 

Legenda; O espírito natalino invadiu  ainda o Hospital Manoel Novaes, onde dezenas de   crianças e adolescentes receberam a visita do Papai Noel

  • Criado em .

O LIRAa é feito anualmente, dividindo-se o município em grupos de 9 mil a 12 mil imóveis com características parecidas

 

A Prefeitura de Itabuna divulgou, na quarta-feira (20), o novo índice de infestação predial por larvas do mosquito Aedes aegypti (LIRAa), que em dezembro de 2016 estava em 35% e, em dezembro de 2017, caiu para 8,3%. Segundo a secretaria da Saúde, trata-se do menor índice já obtido em Itabuna, desde que o Ministério da Saúde começou a aferir os números.

O LIRAa (Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti) é feito anualmente, dividindo-se o município em grupos de 9 mil a 12 mil imóveis com características parecidas. Em cada grupo, também chamado de estrato, são pesquisados 450 imóveis. O grau de gravidade de cada índice propõe que os números estratificados estejam em até 1% (índice considerado satisfatório); 1% a 3,9% (índice que indica situação de alerta); e acima de 4% (índice que indica risco de surto de dengue).

“Embora a nossa cidade esteja com o índice de 8,3%, esse número já nos coloca numa relativa zona de conforto para o que se projeta para 2018. Em 2017, conseguimos derrubar esse valor de 35% para 8,7%. Isso nos dá uma margem de cerca de 4 pontos para colocarmos a nossa cidade numa situação de menor vulnerabilidade no ano que vem”, disse a secretária da Saúde, Lísias Miranda São Mateus.

Os novos números foram apresentados na terça-feira (19), pelo diretor da Divisão Epidemiológica de Itabuna, Roberto Góes, durante a Cerimônia de Certificação 2017 dos Agentes de Endemias, que aconteceu no auditório da Secretaria de Saúde. Na cerimônia, oito agentes foram homenageados pelo trabalho que realizaram ao longo do ano, destacando-se em atuação, índice de produtividade, dedicação e eficiência.

Em vídeo, profissionais de imprensa e autoridades municipais também participaram da homenagem. A secretária de Governo Maria Alice Araújo Pereira disse que o município de Itabuna está abençoado por ter uma equipe de agentes de endemias muito eficiente. “Na verdade, posso dizer que Itabuna é uma cidade que pode se sentir muito tranquila em relação ao controle das endemias, graças ao esforço de sua equipe de agentes, que está de parabéns”, disse.

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes Oliveira, disse que os resultados apresentados até aqui são muito bons, mas lançou um grande desafio para 2018. “Queremos reduzir isso aí para zero!”, disse ele, sempre otimista e agradecendo aos agentes pelos resultados.

 

Legenda: Os novos números foram apresentados na terça-feira (19)

  • Criado em .

83% dos consumidores pretendem comprar presentes no Natal, mas gastos serão comedidos e o crescimento nas vendas é menor do que no ano passado

 

Oitenta e três por cento dos consumidores de todo país declararam que irão comprar presentes para esta data. No entanto, destes, 75% pretendem gastar menos em relação a 2016, quando 79% tinham esta pretensão. Outros 16% irão gastar a mesma quantia, enquanto 9% um valor superior. Em 2016 80% dos respondentes afirmaram que pretendiam presentear alguém no Natal e em 2015, 81%.

Dentre esses consumidores, 71% comprarão presentes para até quatro pessoas com ticket médio de R$ 52,86, um crescimento de 2,8% no valor pretendido contra 6,4% registrados em 2016, quando o valor médio gasto foi de R$ 51,40. A maior parte das compras será em lojas de departamentos e centros comerciais, com 37% das menções. Os demais consumidores irão se dividir entre as lojas de rua (34%) e as lojas de shoppings (29%).

71% dos consumidores irão pagar à vista. O principal meio de pagamento será o dinheiro com 44% das menções, seguido por 33% para cartão de débito. Os outros 29% dos consumidores pagarão a maior parte de suas compras de forma parcelada, sendo o cartão de crédito o meio de pagamento a ser utilizado por 91% deles.

Para os 17% que não irão comprar presentes no Natal, os principais motivos apontados são o desemprego (25%) e o endividamento (19%). Outros fatores que apresentaram crescimento em relação ao ano passado foram: contenção de despesas (de 5% para 15%), não comemorar a data (de 5% para 14%) e o aumento dos preços/juros/inflação (de 1% para 7%).

Ainda de acordo com a pesquisa da Boa Vista, 51% dos consumidores informaram que a ceia de Natal em 2017 terá a mesma cesta de bens que a do ano anterior, e para outros 33% ela será reduzida. Já para 16%, a ceia de Natal deste ano será mais farta, contra os 11% de consumidores que disseram o mesmo no ano passado.

 

Controle dos gastos

De um modo geral, 60% dos consumidores não querem gastar mais do que R$ 500 considerando todas as compras que precisam fazer para Natal e Fim de Ano, como as de alimentos, presentes, viagens. Destes, 32% pretendem gastar até R$ 300,00 e outros 28% entre R$ 301,00 a R$ 500,00. O valor médio total pretendido será de R$ 461,63. Para 58% dos consumidores este valor médio total não deverá atingir 25% da renda familiar disponível para as compras.

 

As compras apresentam crescimento esse ano de 2,8% contra 6,4% registrados no natal de  2016

Itabuna

Em Itabuna, consumidores estão sendo incentivados pela campanha natalina do comércio local. A empregada doméstica Núbia Santos, que conseguiu emprego em novembro, disse que pretende gastar pouco nesse ano, já que passou um grande período desempregada e agora quer colocar as contas em dia. “Passei quase o ano todo desempregada e agora todo dinheiro que entrar pretendo pagar as contas em atraso, o que sobrar com certeza comprarei presentes para meus sobrinhos”, completou Nubia.

Já o engenheiro civil Diego Garcia já antecipou as compras de natal através da internet. Para ele, o comércio eletrônico propicia maiores variedades com preços melhores. “É preciso saber comprar, saber quais sites são confiáveis e acima de tudo comprar com antecedência para não ter surpresas desagradáveis com demora na entrega dos produtos ou entrega errada. Por isso fiz minhas compras desde o mês passado”, explicou o engenheiro.

 

Compras pela Internet e

fraudes eletrônicas

Comparado ao ano passado, passou de 20% para 25% o total de consumidores que realizarão suas compras de Natal e Fim de Ano pela Internet. Destes, 41% sentem-se muito seguros em realizar este tipo de transação. Também subiu de 31% para 46% o total dos que acreditam ser baixa ou nenhuma a probabilidade de ocorrer uma fraude (em 2015 este percentual representava 22% dos respondentes).

 

A pesquisa

Um total de 1.009 consumidores, de todo o Brasil, participou da pesquisa online realizada pela Boa Vista SCPC, entre os dias 5 a 30 de outubro, com o objetivo identificar a pretensão de compra para o Natal e Fim de Ano. A leitura dos resultados deve considerar 3% de margem de erro e grau de confiança de 95%. A Boa Vista SCPC é uma das principais empresas do segmento de inteligência analítica sobre consumidores e empresas.

 

 

  • Criado em .

A chegada de um novo integrante na família sempre é um momento de alegria e contentamento, porém, certos cuidados precisam ser levados em conta quando se fala em cuidar de bebês. Para os marinheiros de primeira viagem, conhecimento e atenção são indispensáveis. De acordo com especialistas, em bebês menores de um ano, o mais comum é engasgar com líquidos, principalmente o leite materno.

Segundo o major Ramon Diego Diniz, comandante do 3º Grupamento de Bombeiros Militar, e que costuma realizar palestras e demonstrações em escolas, um dos primeiros cuidados com a criança é não colocar para dormir logo após o aleitamento. “Mesmo que ele já tenha arrotado, é prudente esperar uns 15 minutos antes de colocá-lo no berço”, explica.

Ainda de acordo com o major, para verificar se ocorreu um engasgo, o responsável precisa observar se a criança está roxeada e também se há alguma obstrução de vias aéreas. Caso exista alguma coisa impedindo a passagem do ar, a mãe ou pai pode, então, com a própria boca, soprar o nariz da criança para fazer a desobstrução.

 

Procedimento

Se mesmo assim o problema persistir, continua Ramon Diego, é preciso iniciar um procedimento de manter o bebê voltado para baixo, com a cabeça ligeiramente mais baixa que o tórax, apoiado em seu antebraço. “Sustente a cabeça e a mandíbula do bebê com a mão e dê cinco tapas leves nas costas”, orienta.

E continua:“Após essa ação vire a criança e a apoie no antebraço, no centro do peito, na altura dos mamilos, faça cinco compressões no tórax, com os dedos médio e anelar. Repita a operação de cinco tapas nas costas e cinco compressões torácicas até o bebê desengasgar.

Se mesmo com o procedimento a criança continuar engasgada, o responsável deve ligar para o SAMU (192) ou Corpo de Bombeiros (193) para receber maisorientações técnicas enquanto as equipes se deslocam.

  • Criado em .

O trabalho sobre Vigilância em Saúde do Trabalhador desenvolvido por técnicos do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Itabuna, ganhou destaque no VI Encontro Macrorregional Nordeste em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora realizado entre os dias 28 e 30 de novembro, em Recife.

O trabalho, apresentado pelos técnicos Wagner Lopes e Nayara Alves, do Cerest, consiste na identificação dos acidentes de trajeto ocorridos em Itabuna,executado com sucesso no município. Wagner destacou a importância do encontro que tem como objetivo promover discussões que contribuam para o avanço e a consolidação da Política de Saúde do Trabalhador.

“Mas o objetivo vai muito além”, diz Wagner Lopes, ao informar que um dos pontos principais do evento é a troca de experiências entre gestores, trabalhadores e controle social em saúde do trabalhador. Durante três dias, foram realizadas palestras, mesas-redondas e grupos de trabalho quando foram sugeridas ações para avançar na prevenção e promoção da saúde, tendo o trabalho como determinante do processo de saúde e adoecimento.

O Encontro Macrorregional é realizado duas vezes por ano e neste reuniu integrantes da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador do Nordeste entre coordenadores e gerências estaduais de saúde e dos Cerest estaduais e regionais, além de representantes de movimentos sindicais, conselheiros de saúde e Comissões Intersetoriais em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora dos noves estados nordestinos.

“Foi um momento muito importante, pela oportunidade da discussão sobre a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora no Nordeste e pelo compartilhamento das experiências exitosas para a efetivação da política na região, de modo a alinhar as ações prioritárias desenvolvidas e estabelecer estratégias para a busca de solução para os problemas que envolvem o trabalhador”, destacou a técnica do Cerest de Itabuna Nayara Alves.

Entre os principais palestras foram destaques: “Cenário Nacional da Vigilância em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora”, “Trajetória, Desafios e Perspectivas” e “As mudanças no mundo do trabalho e suas repercussões na Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador e na atenção a saúde de trabalhadores e trabalhadoras”, esta última proferida pela titular da Diretoria de Vigilância e Atenção à Saúde do Trabalhador da Bahia, Letícia Nobre.

  • Criado em .

Pouco mais de 1.500 pessoas participaram, na sexta-feira (1º) da Caminhada do Dezembro Vermelho, promovida pela Prefeitura de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Saúde. A caminhada abre oficialmente a programação de atividades a serem desenvolvidas ao longo do mês com o intuito de prevenir e rastrear possíveis incidências de infecções sexualmente transmissíveis (IST’s), HIV-Aids e hepatites virais. A quantidade de participantes, estimada, foi divulgada ao final do evento pelos organizadores.

Para a secretária municipal de Saúde, Lísias São Mateus a caminhada cumpriu com o seu objetivo de chamar a atenção das pessoas. “Tivemos uma semana especial, porque, apesar da campanha estar sendo iniciada oficialmente nesta sexta-feira, conseguimos adentrar espaços na mídia, nos sites, nos blogs, nos jornais e nas emissoras de rádio e TV, para levarmos informações importantes sobre prevenção de HIV-Aids e IST’s”, disse a secretária, apontando o apoio irrefutável dos clubes de serviços, organizações não governamentais (ONG’s), associações, organizações da sociedade civil, entre as as quais o Conselho Municipal de Saúde.

O coordenador do Centro de Referência, Prevenção, Assistência e Tratamento (Cerpat), Lucas Santana Santos disse que a caminhada chama a atenção para questões importantes como o uso de preservativos em todos os tipos de práticas sexuais e, principalmente, para o aumento crescente de casos de aids. “Para vocês terem uma ideia, em todo o mundo, a cada 17 segundos, uma pessoa é infectada pelo vírus HIV. Isso é uma epidemia, e precisamos cuidar das pessoas. Hoje, é importante dizer que não existem mais pessoas em grupos de risco. Quaisquer indivíduos que mantêm relações sexuais de quaisquer gêneros podem ser acometidos por alguma IST”, disse o coordenador.

Nos próximos dias e até o final do mês, a campanha será estendida para praças, empresas, para as unidades básicas e de saúde da família e escolas. Todo o trabalho realizado concentrará ações de prevenção (conversas, bate-papos, seminários, acolhimento, aconselhamento, distribuição de preservativos masculinos e femininos e de gel lubrificante), além das ações de rastreamento (testagens rápidas, diagnóstico, encaminhamentos para tratamentos, quando estes foram relatados como necessários). Todos os trabalhos envolvem o Cerpat, que é o principal equipamento de saúde no município na missão de atender as pessoas nos cuidados relacionados às questões de comportamentos sexuais.

O Cerpat está localizado na Avenida Amélia Amado, Centro (próximo à academia Health Club e à sede da Ação Fraternal de Itabuna – AFI). “O atendimento acontece por demanda expontânea, ou s seja, quaisquer pessoas podem ser atendidas diretamente no Centro sem precisar passar pela sua unidade de referência ou pela Central de Regulação. Basta ir lá, que estaremos sempre de portas abertas”, ratificou Lucas Santana, lembrando que, para o atendimento, é importante que os clientes estejam portando a cédula de identidade, o cartão do SUS e um comprovante de residência. O CERPAT atende à população de Itabuna e de mais 22 municípios pactuados.

 

  • Criado em .

Jornal Agora

Rua Juca Leão, 65, Centro, Itabuna - BA
Telefones: (73) 3613-5504
Fundado em 28 de julho de 1981 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

© Copyright 2009 / 2017 Jornal Agora   |   Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: