Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Municípios

O arquivo histórico de Itabuna é considerado o maior do interior e um dos mais estruturados da Bahia, com cerca de um milhão de documentos

Seguindo determinação do prefeito de Itabuna Fernando Gomes, que investe na reestruturação da máquina administrativa, o secretário da Administração, Dinailson Oliveira autorizou a execução do projeto de modernização e digitalização do acervo do arquivo público municipal. O arquivo - considerado o maior do interior - reúne cerca de um milhão de documentos e é um dos mais estruturados da Bahia.


O secretário da Administração, Dinailson Oliveira, diz que o projeto será similar ao do arquivo público de Salvador

 

Segundo o Dinailson Oliveira, desde o início desta gestão existe a preocupação com a preservação do conteúdo que guarda a história de Itabuna e que há muito tempo não vem recebendo o tratamento adequado. O projeto pretende facilitar e acelerar a busca por documentos, que ainda é realizada manualmente em mais de 10 mil pastas do acervo.

O diretor do Arquivo Público Municipal, Gilberto Rui de Oliveira, afirma que o trabalho deverá contar com o apoio de um técnico do arquivo público de Salvador, onde foi realizado projeto similar e que vai servir de referência para Itabuna. “É uma luta antiga para modernizar nossos documentos e somente agora, nessa gestão, vamos implantar esse método”. Ele explica que o arquivo histórico digitalizado será disponibilizado para consulta e conhecimento de estudantes, historiadores e para o público em geral. 

  • Criado em .

Com o objetivo de ouvir questionamentos da população e de diversos segmentos envolvidos com as atividades culturais de Ilhéus, a secretaria municipal da Cultura (Secult) programou para fevereiro o projeto Rodas de Conversa. A proposta é colocar em pauta a discussão diária sobre ações culturais que serão apresentados pela atual gestão. Na agenda, estão programados para o dia 19, a partir das 16 horas, no auditório Sosígenes Costa, situado na Rua Jorge Amado, 21, debate sobre o Projeto Maio, Mês da Dança, e às 18 horas, sobre o Festival de Quadrilhas Juninas.

 Para o dia 20, às 18 horas, os trabalhos serão retomados para discutir a formatação do Projeto Seis e Meia; e no dia 21, às 18 horas sobre a realização da Semana Jorge Amado. Já nos dia 22, respectivamente às 16 e 18 horas, os debates serão sobre o Festival de Teatro Estudantil e o Programa Devir Negro.E no dia 23, a partir das 18 horas, o projeto Rodas de Conversa volta a se reunir para tratar sobre o calendário de capoeira; e dia 26, também, às 18 horas, outra rodada de debate sobre as festas populares de Ilhéus serão sempre com a participação pública.

  • Criado em .

Por indicação da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), Ilhéus passa a integrar, pela primeira vez em sua história, a rota dos grandes eventos nacionais da educação. O anúncio foi feito segunda-feira (5) ao prefeito Mário Alexandre, pela diretora da UNCME, Gilvânia Nascimento, que participou da abertura da Jornada Pedagógica do município, no Centro de Convenções.


Professora Gilvânia disse a que conquista será oficialmente anunciada em Brasília

Na presença de palestrantes, professores e trabalhadores da educação, a dirigente disse que esta conquista será oficialmente anunciada em Brasília, durante a primeira reunião anual da entidade, mas que a deliberação já foi tomada em decorrência das avaliações feitas na organização do 27º Encontro Nacional da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação, que o município sediou em novembro do ano passado. Neste período, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), Ilhéus tornou-se a capital brasileira do debate sobre educação inclusiva.

“Para nós, da entidade nacional, decisões como esta contribuem para o fortalecimento da educação do município, mostrando que a potencialidade de Ilhéus ultrapassa as fronteiras do turismo de lazer. Ilhéus também apresenta-se com potencial nacional para debates importantes e decisivos sobre conhecimento e educação inclusiva e de qualidade”, justificou a dirigente, informando ainda que a secretária Eliane Oliveira será convidada a ir a Brasília, para acompanhar o referendo.

  • Criado em .

Equipes de limpeza e coletas domiciliares estão atuando diariamente por toda cidade, além de mobilização da comunidade para a limpeza das praias

 A secretaria municipal de Serviços Urbanos (Secsurb), segue com ação de limpeza urbana nas praias, ruas e bairros de Ilhéus. O trabalho envolve a retirada de entulhos das calçadas, varredura e coleta de lixo, rastelagem, corte de grama, poda de árvores, além da limpeza das praias. A ação é uma medida voltada à saúde pública, prevenção de patrimônio público e bem-estar social. Equipes de limpeza e coletas domiciliares estão atuando diariamente por toda cidade.

De acordo com o secretário de Serviços Urbanos, Jorge Cunha, “ruas e praias limpas e bairros bem cuidados reduzem os índices de doenças, melhoram a qualidade de vida da população, além de embelezar a cidade. Pedimos a colaboração de cada cidadão ilheense, a fim de promover uma cidade cada vez melhor”, salienta. O trabalho já foi realizado em alguns bairros e praias da cidade e contou com equipes de recolhimento, caminhões e maquinários. Banco da Vitória, Nova Brasília na altura da Maramata e ruas de acesso, Teotônio Vilela, Barra de Itaípe e as avenidas Itabuna, Roberto Santos, Canavieiras, Soares Lopes receberam os serviços.

Também foi realizada limpeza das praias do Sul, além de coleta de lixo na Central de Abastecimento do Malhado, limpeza no canal do bairro Hernani Sá (Urbis) e rastelagem das ruas ao lado do Hospital Regional Luiz Viana Filho, no Alto da Conquista. Com a colaboração da comunidade ilheense, através de cooperativas e entidades filantrópicas, a secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável (Seplandes) promoveu a limpeza e reforçou o trabalho de conscientização junto a cabaneiros e banhistas sobre a importância de manter as praias limpas e aprazíveis. Por meio da “Operação Praia Limpa” aconteceu a retirada de lixo na região dos “Milionários” e serviços de manutenção no entorno das cabanas de praia, com a retirada de mato e varrição. 

Legenda: Retirada de lixo e mato nas praias de Ilhéus com conscientização da população

  • Criado em .

O Cauc é uma espécie de “Serviço de Proteção ao Crédito” das prefeituras

 

Em dezembro do ano passado, durante o período de transição de governo, o Cadastro Único da União (Cauc), que é o nada-consta das obrigações do município de Ilhéus com o governo federal estava regular. Mas sete dias após o prefeito Mário Alexandre assumir a Prefeitura, o município foi negativado.

O motivo alegado foi a falta de cumprimento de diversos compromissos da gestão anterior que deixou débitos junto ao INSS e FGTS, não prestou contas de obras executadas através de convênios e não “alimentou” de informações técnicas os sistemas de prestação de contas das áreas da educação e da saúde.

O Cauc é uma espécie de “SPC” das Prefeituras. Com ele negativado, as Prefeituras não podem firmar novos convênios, deixam de receber recursos e ficam impedidas de se beneficiar de emendas parlamentares. Ilhéus ficou nesta situação por quase um ano.

Na terça-feira (19), Ilhéus tornou-se, novamente, positivado no sistema. O anúncio foi feito pelo prefeito Mário Alexandre, garantindo que com a regularização alcançada, Ilhéus está, novamente, viabilizado a receber todas as emendas lançadas para o próximo exercício.

“Para obter a regularização foi um ano inteiro de luta”, destacou o secretário municipal de Administração, Bento Lima. O município precisou ingressar com ações judiciais para garantir a retirada de Ilhéus do Cadastro Informativo (Cadin), um banco de dados que registra pessoas físicas e jurídicas que possuem dívidas nos órgãos e entidades federais do Brasil.

Nele, a Prefeitura conseguiu incluir as prestações de contas que deveriam ter sido feitas pela gestão anterior e firmou representações junto ao Ministério Público Federal com esta mesma finalidade.

A Prefeitura também parcelou o débito junto ao FGTS, aderiu ao Programa de Regularização Tributária da União, parcelou suas dívidas e voltou a alimentar as prestações de contas dos setores de educação e saúde e de todos os seus convênios com órgãos e instituições federais.

  • Criado em .

Durante uma reunião do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul, nesta terça-feira, 19, na sede da Amurc, foi apresentada aos prefeitos e secretários municipais, uma proposta para o destino dos Resíduos Sólidos dos municípios da região. O problema é histórico e atende a uma exigência legal trazida pela Lei nº 12.305/2010, da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

O presidente do CDS-LS e prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio declarou que 2017 foi um ano de muitos desafios para os municípios. “Ao mesmo tempo, os consórcios surgiram como um instrumento eficaz para atender as demandas municipais. Dentre os maiores desafios para 2018 está o lixo. E, o consórcio vem buscando alternativas para resolver a situação”.

Pensando nisso, a empresa Mundial TRS – Gestão de Ativos Ltda, de Simões Filho apresentou a proposta de investimento da Unidade Fabril – Termoelétrica a partir dos Resíduos Sólidos. A ideia é que através dos consórcios públicos, a empresa consiga a escala necessária, gerando a sustentabilidade do processo, assim atendendo aos municípios consorciados.

O prefeito de Itajuípe, Marcone Amaral destacou que o problema do lixo ocorre com a maioria dos municípios da região, “e a solução para o município do porte de Itajuípe, de 20 mil habitantes é somente através de consórcio”. Sobre o projeto em debate, os demais representantes avaliaram de forma positiva, mas ainda disputará processo seletivo junto com outras empresas.

O secretário executivo do CDS-LS, Luciano Veiga explicou que o Consórcio tem buscando uma solução de acabar com os lixões já existentes, bem como dar um destino ecologicamente correto ao lixo produzido diariamente pelos munícipes. “A ideia é de iniciarmos a experiência com o consórcio CDS Litoral Sul, com esta ou com outra empresa, quem vencer o certame. Assim, poderemos dar início ao atendimento dos demais consórcios da região, que também vivem o mesmo problema e carecem de uma solução definitiva”.

  • Criado em .

Muita gente chegou mais cedo para garantir um bom lugar, com vista privilegiada para não perder nenhum detalhe da Cantata. Já era início da noite quando a Dona Zilda Martins, de 86 anos sentou numa cadeira improvisada para assistir os grupos de corais em frente a um dos mais belos patrimônios históricos de Ilhéus, o Palácio Paranaguá. Estreou ontem (18), a Cantata “O Esplendor do Natal”, que reuniu os corais da Ceplac e da Primeira Igreja Batista e também o Quarteto Elos, todos com mensagens natalinas.

Acompanhada da família, Dona Zilda descreveu a Cantata como um evento maravilhoso, fantástico e lindo. “Valeu a pena assistir essa divina mensagem de preparação para o Natal. O coro me faz lembrar o nascimento de Jesus e o sentimento de estar em paz com a minha família”, disse emocionada.

Já Hipólito de Araújo, de 62 anos, acompanhava sua esposa que é uma das integrantes do Coral da Primeira Igreja de Ilhéus (PIB). “Já assisti esta e outras apresentações por diversas vezes, mas o sentimento é de como se fosse a primeira vez. O convite que Cristo faz à humanidade é de união, amor e paz para os homens de boa vontade”, relatou.

“Moro aqui mesmo, no centro da cidade e poder viver isso de perto é bem legal. As canções apontam o martírio vivido por Jesus, mas também apontam para uma mensagem de arrependimento”, disse Raquel Vitória dos Santos, de 17 anos. Ela contou que ouviu o convite através do sistema de som do comércio local e veio conferir.

O secretário municipal de Indústria e Comércio, Paulo Sérgio Santos, ressalta que o espetáculo superou as expectativas da organização. “O Natal é um momento de celebração e os musicais são uma atração durante o período. É gerado um movimento maior no comércio, quando as pessoas se motivam a presentearem a quem amam nesta época do ano”.

 

Programação

Durante toda a semana, outros grupos abrilhantam as noites natalinas. Na terça-feira (19), foi a vez da orquestra da Primeira Igreja Batista da Urbis apresentar seu repertório natalino. Na quarta-feira (20), a Banda da Polícia Militar se apresentou com seu repertório festivo de Natal. Já no dia (21), apresentam-se os corais da Igreja Batista Lindinópolis e também o Conservatório Schumann.

O encerramento do programa acontece na sexta-feira (22), quando se apresenta o Coral Vozes de Júbilo, da Igreja Batista Memorial. A realização é da Prefeitura de Ilhéus, através das secretarias municipais de Indústria e Comércio (Sedic) e Turismo e Esporte (Setur).

  • Criado em .

Os 30 anos da Fundação Marimbeta foram marcados por uma série de eventos comemorativos nas quatro unidades dos sítios em funcionamento – a unidade de Mutuns deverá ser reativada no próximo ano-, que atende a 1.200 alunos e na sede da instituição, no Centro Administrativo Firmino Alves, que opera com uma equipe de 64 profissionais, entre os quais 12 voluntários. A programação incluiu ainda o lançamento do Projeto Sítio da Cultura, com uma homenagem à artista plástica Waldirene Borges, numa solenidade coordenada pela presidente da fundação, Cleonice Almeida, na Câmara de Vereadores.

A programação foi encerrada na sexta-feira (1) de dezembro, com uma comemoração na sede da fundação, onde Cleonice Almeida fez um histórico dos 30 anos da instituição e das dificuldades enfrentadas pela atual gestão em função da limitação de recursos, um problema que afeta a todos os municípios do país, com reflexos para a administração direta e indireta. Ela fez ainda um informativo das ações no Sítio 5, onde estão sendo recuperados o refeitório, realizadas melhorias nas salas de aula e da sala do gerente.

A superação das dificuldades inclui a revisão das áreas dos sítios, uma vez que não existem terrenos doados a ninguém e um espaço para o posto de saúde foi cedido na gestão passada com uma série de condicionantes visando a segurança dos alunos inscritos na instituição. A professora Cleonice Almeida, que foi secretária de educação e presidente da FICC e agora da Fundação Marimbeta, o momento é de comemoração e de uma prestação de contas, inclusive sobre as reformas previstas e programadas para cada unidade.

Ela conta que em função da limitação de recursos, a instituição conta hoje com uma equipe de apenas 52 servidores, alguns deles cedidos por outros órgãos do governo e contratação de apenas dois comissionados: “para isso também temos contato com o apoio de voluntários, que também atendem os estudantes inscritos na fundação, os quais são alunos da escola formal e participam no contraturno das atividades nas diversas oficinas da Marimbeta”.

Cleonice Almeida informou ainda que, além da reestruturação das unidades que estavam funcionando de forma precária na gestão anterior a 2017, a fundação também adquiriu equipamentos didáticos como Datashow, computadores e impressoras. Também foram desenvolvidas parcerias para reestruturação e operacionalização das diversas oficinas voltadas para a arte, cultura e esporte.

Para a presidente da Fundação, o ano de 2017 foi de superação de dificuldades e a expectativa para 2018 é que as coisas melhorem, porque a preocupação é com a sobrevivência de uma instituição com 30 anos de relevantes serviços prestados à população e que é reconhecida pela comunidade: “porque aqui não temos horários para começar e nem terminar as tarefas que nos são delegadas, aqui trabalhamos como uma irmandade e uma família com objetivos comuns”.

Também falaram na solenidade, o jornalista Paulo Lima e a assistente social Fátima Braga destacando a dimensão social e cultural da Fundação Marimbeta, que trabalha com foco na inclusão social, na formação de jovens que são o futuro do país e da própria sociedade. A comemoração foi encerrada com uma confraternização de servidores e voluntários da fundação.

  • Criado em .

Jornal Agora

Rua Juca Leão, 65, Centro, Itabuna - BA
Telefones: (73) 3613-5504
Fundado em 28 de julho de 1981 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

© Copyright 2009 / 2017 Jornal Agora   |   Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: