Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Municípios

 

O novo desenho de mobilização e urbanização alcançará as principais vias de ligação, entre elas as avenidas Soares Lopes, Petrobras, Canavieiras, Cidade Nova e Tiradentes, além da Praça Cairu

 

A proximidade de inauguração da nova ponte que ligará o centro de Ilhéus ao Pontal e toda a zona sul, incentivou o governo municipal a discutir estratégias e metas do novo plano de mobilidade urbana, com o objetivo de modernizar o centro de Ilhéus para os próximos anos. O trabalho está sendo feito pelo Núcleo de Projetos da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável (Seplandes), que se reuniu esta semana com o engenheiro Rui Brandão para discutir o plano, que será apresentado, posteriormente, ao prefeito Mário Alexandre.

 


Reunião de técnicos e autoridades municipais sobre mudanças na mobilidade urbana

 

Este novo desenho de mobilização e urbanização alcançará as principais vias de ligação, entre elas as avenidas Soares Lopes (com a criação de uma rotatória e estacionamento com cerca de mil vagas), Petrobras, Canavieiras, Cidade Nova, Tiradentes e a Praça Cairu. Participaram do encontro também o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal Pacheco Soub, secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito, Hermano Fahning, arquiteto urbanista, Arthur Zugaib Valente, urbanista, Alexandre Amorim, além do diretor de Trânsito, Gilson Nascimento e do gerente de Trânsito, Rogério Buralho.

 

Integração

Segundo José Nazal, que também ocupa a pasta de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, a cidade precisa pensar de forma moderna sua mobilidade e se readequar com um plano de estratégias. Na avaliação dele, a melhoria do ambiente urbano acontece quando a cidade promove a instalação de equipamentos que dão suporte e integração a todo esse sistema viário, além de um sistema de transporte coletivo de qualidade. “Precisamos deixar uma grande marca positiva na cidade”, enfatizou.

 

Alexandre Amorim disse que os projetos serão articulados para médio e longo prazo, pois a chegada da ponte implica em mudanças de todo o sistema viário. “Estas artérias sofrerão impactos significantes e as futuras modificações vão completar todo o sistema. Com isso, as obras contemplam o centro da cidade e a Orla Sul, além de seis quilômetros de ciclovias ligando o centro ao norte e ao sul da cidade”, explicou. O urbanista disse ainda que o projeto vai inserir a Soares Lopes num novo contexto estético e socioeconômico, valorizando ainda mais o projeto urbanístico do famoso paisagista paulista, Roberto Burle Marx.

 

Gilson Nascimento salienta que um dos dados mais alarmantes apontados pelos planos de mobilidade urbana da região é o alto índice de deslocamentos com carro ou moto. Ele classifica que “a cultura do automóvel está muito presente na população, que a percebe como sinônimo de sucesso e processo, quando não é. Precisamos fazer essa mudança e nos livrar deste gargalo e isso não depende de um só setor, é um conjunto de políticas públicas”.

 

  • Criado em .

 

São realizadas atividades culturais, esquete teatral com a atriz Bárbara Lima e apresentação da cantora, Jacque Barreto

 

 

“Sou Mulher! Sou responsável pela minha história!” Esse é o tema abordado durante as atividades em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, realizadas pela secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus. As comemorações foram iniciadas na manhã de terça-feira (6) e seguem até a próxima quinta (8), sempre das 8 às 12 horas.

 


A realização de exames é uma das ações que estão sendo oferecidas

 

No primeiro dia foram realizadas palestras sobre Saúde da Mulher e Higiene, ministradas por Joelma Sampaio, responsável pelo programa Saúde da Mulher no município e Helma Valiense, enfermeira.

 

Dona Maria Hiranilda mora no distrito de Sapucaeira e diz que tirou muitas dúvidas no encontro de hoje. “As palestras foram excelentes. Elas explicaram a importância de realizar exames periódicos, de cuidar da higiene, da saúde. Gostei muito de participar, aprendi muita coisa”, destacou.

 


A palavra de ordem é empoderamento feminino

 

Logo em seguida, foi realizada a palestra sobre “Empoderamento Feminino e Autonomia”, ministrada pela psicóloga Maria Lídia Melo. “O empoderamento é poder de participação social da mulher, que elas podem estar em qualquer campo de atuação, na política, na educação, em qualquer lugar e ajudar as mulheres a se inserirem nesses campos e ter autonomia financeira e emocional”, relatou.

 

Nesta quarta-feira (7) acontecerá palestras sobre Vida Saudável, com a nutricionista Thaís Carqueija e Violência Contra a Mulher e Ronda Maria da Penha, com a Tenente Laís Sena Mimoso.

 


Atividades lúdicas também fazem parte da programação

 

Na quinta-feira (8), data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, as atividades serão realizadas no Teatro Municipal de Ilhéus para as assistidas dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras). Serão realizadas atividades culturais, esquete teatral com a atriz Bárbara Lima e apresentação da cantora, Jacque Barreto. A Semana da Mulher está sendo realizada em parceria com as secretarias de Cultura (Secult), Saúde (Sesau) e Educação (Seduc).

 

  • Criado em .

A assinatura dos contratos do Minha Casa Minha Vida, Residencial Rio Cachoeira será realizada neste sábado (3), no Colégio Eduardo Catalão, situado à Rua Santarém, S/N, Conquista, das 8 às 14 horas. Devem comparecer somente as pessoas que estão na lista, cuja publicação acontecerá na edição desta sexta-feira (2).

 


A assinatura dos contratos requer atenção dos beneficiários com a documentação

 

Os beneficiários devem levar o documento de Identidade (RG), ou documento oficial com foto, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e termo da vistoria. Se possuir cônjuge ou companheiro (a), também deverá comparecer.

 

Após assinatura dos contratos, os beneficiários receberão três termos da assinatura.  Um deverá ser entregue à Coelba para ligação da energia. O segundo para a Embasa, que realizará a ligação para o abastecimento de água e o terceiro para uso próprio. A equipe da Embasa estará no local das assinaturas dos contratos para os beneficiários já solicitarem as ligações da rede.

  • Criado em .

A crise econômica teve um forte impacto nos pequenos negócios do país. E o Índice de Sobrevivência elaborado pelo Sebrae considera até os dois primeiros anos de vida os maiores riscos de uma empresa fechar as portas. Um estudo recente realizado pela Unidade de Gestão Estratégica (UGE), divulgou relatórios que demonstram as alterações no universo dos pequenos negócios baianos durante os meses de dezembro de 2017 e janeiro de 2018. Na Bahia, houve o fechamento de 5.603 postos de trabalhos mas, na contramão do índice negativo, o município de Ilhéus foi a Regional com o melhor resultado para as Micro e Pequenas Empresas (MPE), com abertura de 121 novos postos de trabalho, aponta o relatório.

 

Ao comemorar os números, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, destacou que o município tem desenvolvido ações de apoio e orientação aos empreendedores para a melhoria no comércio da cidade. Para ele, a evolução para microempresa tem sido uma forte tendência, mesmo em meio às dificuldades. “A grande maioria dos microempreendedores demonstra que quer crescer, faturar mais e expandir seus negócios. Essa ascensão empresarial é muito positiva não só para esses empreendedores, mas para a economia como um todo”, salienta.

 

Sala e mutirões

Para contornar a crise econômica que assola o país, a Prefeitura, em parceria com o Sebrae, ampliou o espaço destinado para o atendimento dos empreendedores de Ilhéus. Trata-se da Sala do Empreendedor, antes denominado de Balcão. Um ambiente que oferece conforto, tecnologia e uma diversidade de serviços ao público. Do outro lado da cidade, a secretaria municipal de Indústria e Comércio (Sedic), promove os mutirões itinerantes nos bairros. No posto de referência, os profissionais preenchem a Declaração Anual do Microempreendedor (DAM) e ainda contam com os serviços de atualização de cadastro e abertura de novas pequenas empresas.

 


Ilhéus ostenta os melhores índices de sobrevivência de pequenos negócios

 

Menor cancelamento

Em consideração ao levantamento feito pela Receita Federal em todo o sul da Bahia, o município de Ilhéus foi o que teve o menor percentual de Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJs) e MEIs cancelados este ano. Dos 6.509 trabalhadores formalizados no município, apenas 277 perderam a condição de microempreendedor, o que representa um índice de 4,08 por cento. O vizinho município de Itabuna, por exemplo, atingiu o índice 11,72 por cento, enquanto que Arataca registrou o maior índice de cancelamento, com 30,47 por cento, segundo levantamento do Sebrae.

 

Depois de ter trabalhado durante 16 anos no comércio de Ilhéus, Gildasi Gomes, 43 anos, ficou desempregada. Decidiu neste ano, trabalhar por conta própria. Sem dinheiro e com um financiamento imobiliário para pagar, começou a venda de cosméticos informalmente. Depois que ficou sabendo do mutirão dos microempreendedores, buscou o posto de atendimento, na Associação de Moradores do bairro Teotônio Vilela, para fazer abertura de sua empresa. “Tornei esse trabalho informal em minha renda principal e estou ganhando dinheiro mais que na atividade anterior. Esse cadastramento do microempreendedor é muito importante para manter meus direitos como trabalhadora”, ressaltou.

  • Criado em .

Sebrae vai capacitar empreendedores envolvidos com a iniciativa para que eles possam qualificar produtos e equipamentos para o turismo rural

 


O roteiro turístico será implantado entre os municípios de Ilhéus e Uruçuca

Fruto de grande expectativa entre fazendeiros, empresários e a sociedade civil de Ilhéus e região, o projeto da Estrada do Chocolate ganhou força nesta quarta-feira, 28, a partir do engajamento e do comprometimento das entidades em construir o roteiro turístico da primeira estrada temática da Bahia. Ao seguir um planejamento de ações supervisionadas pelo Sebrae, o presidente do Costa do Cacau Convention Buerau, Marco Lessa, espera lançar o roteiro no Festival do Chocolate, que acontece entre 18 a 22 de julho deste ano.

 

Na fase de envolvimento dos atores sociais, o Sebrae terá um papel fundamental na capacitação e orientação desses públicos para que eles possam estar aptos a qualificar seus produtos e equipamentos para o turismo rural. Ao mesmo tempo, será promovida a convergência com outras estruturas urbanas já existentes, a exemplo de hotéis, pousadas, restaurantes, fazendas, escolas, visando formar uma rede turística organizada.

 

O roteiro turístico será implantado entre os municípios de Ilhéus e Uruçuca, com a proposta de oferecer ao visitante a vivência da produção do cacau e do chocolate nas fazendas, além de outros atrativos da região. A ideia é explorar as vantagens e os diferenciais competitivos, que, segundo a gerente regional do Sebrae em Ilhéus, Claudiana Figueiredo, será necessário o esforço de todos os atores sociais. “Os destinos turísticos que conseguem resultados sólidos são movidos pelo espírito empreendedor para que o projeto dê certo”, declarou.

 

 

 

Sobre a atuação do Poder Público Municipal, o vice-prefeito e secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Ilhéus, José Nazal, destacou que a prefeitura atuará de forma conjunta para a manutenção dos acessos às fazendas do município, sempre se preocupando com a sustentabilidade e as comunidades do entorno.

 

Já o superintendente de Serviços Turísticos do Governo do Estado da Bahia, Jorge Ávila, reforçou o apoio na divulgação do projeto e chamou a atenção sobre a necessidade de ter a participação alinhada com os empresários, fazendeiros, representantes de entidades e demais órgãos. “A Estrada já é uma realidade. Só precisamos organizar melhor para ter acesso às fazendas. Para isso, precisamos estar unidos e alinhados”, declarou o representante do Estado.

 

O encontro reuniu fazendeiros, empresários, professores, estudantes, além de representantes do Sebrae, Governo do Estado da Bahia, Prefeitura de Ilhéus, Uruçuca e Itacaré, Costa do Cacau Convention Buerau, Ifbaiano, Associação Baiana de Turismo, Instituto Nossa Ilhéus, Biofábrica, Sindicato Rural e Associação de Turismo de Ilhéus.

 

  • Criado em .

O município de Ilhéus foi o que teve o menor percentual de Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJs) de Microempreendedores Individuais (MEIs) cancelados este ano, considerando o levantamento da Receita Federal em todo o sul da Bahia. Dos 6.509 trabalhadores formalizados no município, apenas 277 perderam a condição de microempreendedor, o que representa um índice de 4,08 por cento.

O vizinho município de Itabuna, por exemplo, atingiu o índice 11,72 por cento, enquanto que Arataca registrou o maior índice de cancelamento, com 30,47 por cento, segundo levantamento do Sebrae. São contribuintes que intimados em outubro de 2017, não regularizaram a sua situação até 26 de janeiro de 2018, de acordo com o fisco.

Os MEIs que tiveram o CNPJ excluído são inadimplentes que não fizeram nenhum pagamento dos impostos nos três últimos anos e que estavam com as Declarações Anuais do Simples Nacional (DASN-SIMEI) atrasadas. Com o CNPJ cancelado, o microempreendedor passa a ser um trabalhador informal se continuar exercendo a atividade econômica, sem poder, por exemplo, emitir nota fiscal.

Na mensagem de reabertura da Câmara de Vereadores, apresentada semana passada na sede do Poder Legislativo, o prefeito Mário Alexandre disse que seu governo tem um olhar especial para o empreendedorismo. Em um ano, ampliou o espaço do Balcão do Empreendedor, que passou a chamar-se Sala do Empreendedor. Mais serviços foram disponibilizados no local.

“No que diz respeito aos centros comerciais da cidade, apoiamos e orientamos ações de melhoria nos comércios de bairro, a exemplo do Teotônio Vilela, Nelson Costa, Banco da Vitória, Nossa Senhora da Vitória, Iguape, quer seja em capacitações para melhoria de desempenho, quer seja no incentivo ao empreendedorismo”, disse o prefeito de Ilhéus. Além disso, destaca Mário Alexandre, o governo municipal tem participado ativamente das campanhas promocionais promovidas pelas entidades representativas do comércio.

  • Criado em .

O Projeto “Maio, Mês da Dança”, que ocorre sempre às quartas-feiras de maio, agora será numa única semana, como uma mostra dos trabalhos das academias, grupos de dança e companhias independentes. O plano de divulgação também terá novas estratégias de ação, a exemplo de flash mob, performances e instalações em ruas, praças e avenidas. Este é um dos resultados da primeira edição das Rodas de Conversa que terminaram na segunda-feira (26), com o tema “Festas populares”.

 


Os projetos terão novas formas de concepção e divulgação, visando alcançar um maior público

 

O secretário da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, tem mantido reuniões permanentes com produtores, artistas e demais agentes culturais para contribuir com o projeto Rodas de Conversa, promovido pela prefeitura. “Se um dos objetivos do Maio Mês da Dança é a formação de público, precisamos encontrar novas estratégias de atraí-lo. Não dá para continuar fazendo mais do mesmo. Se o projeto existe há 27 anos, por que não consegue trazer um número cada vez maior de pessoas? É preciso repensar sua concepção, logística e intervenção na sociedade”, lembrou.

 

Outro projeto estruturante que irá retornar à sua forma de origem é o “Seis e Meia”. Dois cantores principais e um artista revelação, também chamado de “janela”, farão o som com 20 músicas, sendo quatro delas de responsabilidade do artista “janela”. Os participantes deverão interpretar até três músicas de compositores locais. Já a venda de ingressos ficará a cargo dos artistas e haverá diretores musical e artístico. “O ‘Seis e Meia’ é uma escola de produção, profissionalização e valorização dos talentos da terra. Não tem como ser diferente”, disse o cantor e compositor Sérgio Ramos.

 

Pawlo Cidade informou que projetos como “Semana de Cultura Jorge Amado” e o “Festival de Teatro Estudantil” terão novas formatações a partir da escuta dos produtores e artistas. O Festival de Teatro Estudantil terá caráter regional e poderão participar estudantes das redes públicas e privada de ensino. O lançamento está previsto para 15 de março. Já a Semana de Cultura Jorge Amado também prevê a participação de estudantes num concurso de redação que irá abordar uma das principais obras do escritor que este ano completa 60 anos: “Gabriela, cravo e canela”.

 

  • Criado em .

A SDS diz que a lista publicada em 2016 continha fraudes, e que o número de pretendentes é muito maior do que a disponibilidade de apartamentos

 

 

Na manhã de segunda-feira(26), cerca de cinquenta pessoas estiveram na sede da secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus causando tumulto na porta do setor da Habitação. Mesmo com as senhas já distribuídas e a equipe do setor realizando os atendimentos, o grupo não aguardou o atendimento e ligou para um veículo de comunicação para questionar que se enquadram no perfil, mas não foram contempladas.

 

Já no momento de realização dos atendimentos, muitas dessas pessoas não deixaram registrar o seu nome no protocolo de atendimentos, e das cinquenta que estavam na porta do setor, apenas vinte tiveram seus nomes publicados na lista de pré-selecionados, divulgada no final do ano de 2016.

 

A secretária de Desenvolvimento Social, Soane Galvão, relata que um dos problemas do município é o déficit de moradias. Cerca de 37 mil pessoas estão inscritas no programa do governo federal, sendo que Ilhéus tem apenas 4.800 unidades de apartamentos do MCMV (Minha Casa Minha Vida), contando os quatro empreendimentos (Residencial Moradas do Porto, Residencial Sol  e Mar I e II, Residencial Vilela e  Residencial Rio Cachoeira).

 

“Num universo de 37 mil inscritos, o município tem apenas cerca de 4.800 apartamentos nos quatro residenciais, não tem como todos serem contemplados. A SDS fez uma auditoria para avaliar todos os pré-selecionados, encontramos muitas fraudes, pessoas que não se enquadram no perfil, que pagaram para ter seus nomes divulgados na lista”, salienta.

 

A secretária ainda destaca que sabe a necessidade de muitas pessoas, mas que existem prazos a serem cumpridos para realizar a entrega das casas e se algum documento estiver ilegível ou irregular, o processo da documentação é automaticamente reprovado.

 


Ilhéus possui 37 mil inscritos, em busca de um dos 4.800 apartamentos em quatro residenciais

 

“O setor de habitação acompanha todos os casos, não queremos prejudicar ninguém, nosso dever é atender a todos, mesmo se tiver a  documentação reprovada. Vamos reavaliar os casos, mas não podemos garantir que serão contemplados”, afirma.

 

 A secretária de Desenvolvimento Social ainda lembra que pessoas que moram em áreas de riscos condenadas pela Defesa Civil, foram contempladas no Residencial Rio Cachoeira por atender aos critérios do programa.

 

Além da renda não poder ultrapassar o valor de R$1.800,00 reais, os principais critérios do MCMV são a vulnerabilidade social, ser mulher, casada, possuir filhos, não ter imóvel e ainda comprovar as informações declaradas no ato da inscrição.

  • Criado em .

Jornal Agora

Rua Juca Leão, 65, Centro, Itabuna - BA
Telefones: (73) 3613-5504
Fundado em 28 de julho de 1981 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

© Copyright 2009 / 2017 Jornal Agora   |   Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: