Campanha de Fraternidade 2014

Dom Ceslau Stanula

Realizar a Campanha da Fraternidade (CF) no tempo da Quaresma é uma tradição da Igreja Católica do Brasil que tem tudo a ver com o sentido da preparação e da celebração da Páscoa. Para tornar presente a ressurreição, a vitória sobre a morte, na vida do seguidor de Jesus, é preciso que as práticas dele façam parte da sua vida cotidiana. Em outras palavras, as múltiplas formas de amar os irmãos e irmãs que sofrem injustiças e são oprimidos por poderes exploradores são a porta de entrada para “herdar a vida eterna” (Lc 10,25-37) isto é, para participar da ressurreição de Jesus.

Momento preocupante

Dom Ceslau Stanula

O maior desejo do homem é viver em  paz. O grito constante pela paz não se cala e não pode ser calado. É o grito desesperado de todas as nações. Por absurdo que pareça, quanto mais o grito dos desejosos pela paz  ecoa no mundo contemporâneo  tanto mais a violência quer apagá-lo. A jornalista Rachel Shaherazade, no seu artigo publicado na Folha de São Paulo (11/02/14 – Edição Internet), fez o comentário sobre o assunto da violência. Constata que o fenômeno da violência é “tão antigo quanto o ser humano”. Tem razão. Já a Bíblia nos relata o ato da violência no início da história da humanidade. Caim  mata o seu irmão Abel. A causa do crime foi a inveja (Gen 4,8). Ao longo da história vemos uma corrente de violência, guerras e extermínio.

Perigo invisível, mas ativo

Dom Ceslau Stanula

Nestes dias me deparei com o pequeno problema no  telhado sobre o sobrado que tenho em casa, porque caiu uma telha cerâmica e se espatifou. Chamou-me atenção que algumas telhas ainda estavam perduradas “no ar”, sustentadas pela casca seca da ripa. Chamei o profissional para que examinasse este pequeno telhado. Ele disse que a ripa está totalmente corroída por cupim, por isso a ripa quebrou. Tocou a outra ripa, também cedeu, destruída pelo cupim. As telhas tinham que ser removidas, porque perigava a quem entrasse debaixo deste pequeno telhado. As ripas aparentemente pareciam boas e sadias. No entanto, por dentro totalmente destruídas pelo cupim.

Guias do povo de Deus

Dom Ceslau Stanula

Jesus desde o início da sua missão teve o cuidado para que a sua obra continuasse. Instituiu a Igreja sobre o fundamento dos apóstolos, os primeiros seus colaboradores. Mas para que eles dessem continuidade à sua obra, convocou-os para si. Os Apóstolos ficaram três anos, dia e noite, com Ele, para que aprendessem: “Amar como Jesus amou, sonhar como Jesus sonhou, pensar como Jesus pensou, viver como Jesus viveu. Sentir o que Jesus sentia, sorrir como Jesus sorria”....  (Pe Zezinho). Este foi o primeiro seminário na Igreja, e os primeiros formados neste seminário conduziram os primeiros passos da Igreja guiados pelo Espírito Santo. Jesus quis, para que a Igreja sempre tivesse guias para o povo, para que tivesse animadores na caminhada. Estes hoje são bispos e sacerdotes.

Brasil e suas expressões culturais

Dom Ceslau Stanula

O início do Ano Novo marca a Bahia com as tradicionais festas católicas misturadas com o culto de Candomblé. Começa o ano com a festa do Bom Jesus dos Navegantes, com a tradicional procissão marítima, pedindo a Deus a benção especial para os que trabalham no mar: marinheiros, pescadores etc. 

Clamor no deserto

Depois das manifestações ocorridas em meados do ano passado, o assunto “aumento nas tarifas de ônibus” põe a cabeça de fora: reivindicação nesse sentido chegará à mesa do prefeito Vane do Renascer este mês, para tornar mais difícil a vida do dirigente. Há dias ele vetou uma lei que ampliaria a gratuidade no transporte urbano de Itabuna, agora estará às voltas com o reajuste.

Expediente

Diretor: José Adervan de Oliveira
Editor-chefe:
Editorialista: Antônio Lopes
Repórteres: Lorena Guimarães
Revisão: Ivone Fialho Oliveira
Depto. Mkt: Fernanda Oliveira (73) 9.8879-0917 / 3613-5504      O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
 

Jornal AgOra

Jornal Agora

Rua Juca Leão, 65, Centro, Itabuna - BA
Telefones: (73) 9.8879-0917 / 3613-5504
Fundado em 28 de julho de 1981
Emails:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Comercialização de assinaturas e publicidade.
Iran Brandão: (73) 9.9142-8083
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.