Ódio? Que sentimento pobre!

Na verdade nem pobre ele é. É, simplesmente, paupérrimo!

Ganha de muito da inveja e do orgulho. Mas, infelizmente, esse sentimento maldito é tão vasto em milhares de ambientes que, tristemente, temos que controlar nossas emoções, para não ter que se meter no meio de algumas situações absurdas para apaziguar, receosos de represálias grotescas!

Tornou-se tão grande o uso desse comportamento humano, em várias das correntes existentes que já deixa transparecer para uma gama que mal informados, ou acomodados, que são atitudes normais de se defender, denegrindo ou ofendendo através de diversos modos, as pessoas que não estão de acordo com suas ideias e ações!

Muitas e muitas vezes, pela ignorância ilustrativa dos que sabem, leem, ou presenciem ao vivo ou através de tvs ou rádios e jornais. Esses cretinos são até elogiados como valentes, corajosos e de grande capacidade. Admirados, inclusive!

Vergonhosamente, eventualmente, ou quase sempre, acontece nos meios familiares, com ofensas grosseiras e criadas oriundas do nada. Apenas uma imaginação de mentes torpes e escuras!

Nos meios comerciais, juntando-se com a inveja e o orgulho ferido, por falta de competência, criam deméritos sem fundamentos, para justificar os seus merecidos fracassos!

Na política então, está lá ele presente, acompanhado pela ganância de poder, achando eles que, denegrindo as imagens, colocando dúvidas sobre os comportamentos e a divulgação “paga” de notícias com demonstrações dúbias, conseguem, penosamente, colocar nas mentes alheias do pobre povo, notícias malévolas e duvidosas!

Temos todos o dever de procurar educar as pessoas, qualificá-las para que saibam separar o joio do trigo, analisar com calma e inteligência tudo que ouvem, ou veem e, mais importante que tudo, não deixar que esse asqueroso sentimento se aposse completamente dos homens!

 

Antonio Nunes de Souza

(*) Escritor-Membro da Academia Grapiúna de Letras-AGRAL

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

  • Criado em .

Jornal Agora

Rua Juca Leão, 65, Centro, Itabuna - BA
Telefones: (73) 3613-5504
Fundado em 28 de julho de 1981 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

© Copyright 2009 / 2017 Jornal Agora   |   Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: