Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Florisel e a sessão espírita

Da redação

 

Florisel foi um excelente jogador que atuou em vários clubes brasileiros, mas não parou em nenhum. Tudo isso devido ao seu comportamento fora de campo. Bebia muito. Era uma garrafa de aguardente por dia. Jogou na seleção de Itabuna e aqui fez sua fama.

Ainda jovem, mas devido ao vício da bebida, já com o seu preparo físico prá lá de Marrakesh, foi recontratado pelo Itabuna, então já um clube profissional, sob a promessa que deixara de beber.

Mesmo cheirando a bebida chegava pontualmente aos treinos. O Itabuna alugara para ele e a mulher uma casa nos fundos da velha Desportiva exatamente para poder controlá-lo melhor. Mas Florisel continuava bebendo.

Um dirigente do clube, que frequentava uma casa espírita, sentenciou: “Só o espiritismo salva o homem. Vamos levá-lo ao centro espírita Arapary, de seu Carrinho.”

Na primeira sessão uma “entidade” possuiu Florisel, que passou a falar fino, com voz feminina e “confessou” que era um “encosto” de uma moça a quem o jogador “fizera mal” no passado. A voz dizia: “ele vai beber para o resto da vida...” Florisel suava frio. Encharcou a camisa. Terminada a sessão veio o veredito. Com mais três sessões ele estaria curado. Não frequentaria mais os bares.

Terminado o “tratamento” Ninguém via mais o jogador nos bares. Recolhia-se cedo mas o seu rendimento físico continuava precário. Em campo fazia os seus gols e era querido pela torcida. Até que chegou uma denúncia. Florisel estava bebendo em casa. Um dirigente do Itabuna visitou a casa do jogador e lá encontrou dúzias de garrafas vazias.

Promessa cumprida. Nos bares ele não bebeu mais, mas em casa...

 

(*) Texto romanceado pela Editoria do Agora.

  • Criado em .

Jornal Agora

Rua Juca Leão, 65, Centro, Itabuna - BA
Telefones: (73) 3613-5504
Fundado em 28 de julho de 1981 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

© Copyright 2009 / 2017 Jornal Agora   |   Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: